sexta-feira, 30 de junho de 2017

Sexo anal

Sexo Anal
Devido a grande quantidade de
perguntas, crenças errôneas e
práticas inadequadas, minha equipe
e eu achamos interessante inserir
neste site algumas dicas
importantes sobreo assunto “sexo
anal”, que faz parte da fantasia de
grande número de pessoas.
Em nossa cultura fomos ensinadas
que não deveríamos pensar em
nossos ânus de um modo sexual.
Ou que as mulheres têm sexo anal
apenas para agradar seus parceiros
masculinos. Ou que sexo anal é
perigoso porque pode causar danos
físicos ou adquirir doenças. A
verdade é que o ânus é um das
maiores zonas erógenas
negligenciadas do corpo, e o prazer
anal pode ser seguro, saudável e
satisfatório.
Devemos explorar nossa própria
sexualidade, sem desculpas. Abaixo
seguem informações sobre sexo
anal, colhidas em relatos de
experiências individuais, livros,
sites, médicos urologistas e outros.
Essas informações visam informar e
esclarescer as mulheres de forma
que elas possam experimentar uma
vida sexual mais intensa e saudável
tornando mais positivo suas
relações, e suas vidas.
O ânus, canal anal, e o reto são
extremamente ricos em
terminações nervosas e sensíveis à
excitação de todos os tipos,
inclusive penetração. Por causa
deste nível de sensibilidade,
explorar nosso ânus pode nos
trazer prazeres sexuais incríveis.
Vamos conhecer um pouco desta
anatomia.
Anatomia
O ânus
A abertura externa do canal anal, o
ânus, é rico em vasos sanguíneos e
terminações nervosas que fazem
dele inacreditavelmente receptivo a
toque, excitação, e vibração. Para
algumas pessoas, a estimulação
externa do ânus é tudo que eles
precisam para experimentar o
intenso prazer anal. A própria
abertura pode ser uma de nossas
zonas erógenas mais sensuais.
Os esfíncters
No tecido que cerca a abertura
anal estão dois conjuntos de
músculos: os esfíncteres anais. Um
mais externo e outro mais interno.
O esfíncter externo que é mais
próximo à abertura é controlado
pelo sistema nervoso central.
Quando você tenta "se segurar"
para evitar uma evacuação
intestinal, você está usando (e
enrijecendo) seu músculo do
esfíncter externo. Com a prática,
você pode aprender controlar
voluntariamente o esfíncter externo
e fazê-lo relaxar em vez de
contrair.
O esfíncter interno é controlado
pelo sistema nervoso autônomo
que também controla as funções
corporais involuntárias como sua
respiração. Este músculo
habitualmente reage por reflexo, e
a maioria das pessoas normalmente
não controla sua função; porém,
os esfíncteres externo e interno se
sobrepõem e podem trabalhar
juntos. A regra básica é que quanto
mais atenção que você prestar aos
esfíncteres, mais fácil será relaxá-
los. Porque os dois músculos
trabalham em conjunto, quando
um relaxa, o outro também relaxa.
O canal anal
Dentro do ânus e depois dos
músculos de esfíncter está o canal
anal que tem aproximadamente de
três a quatro centímetros de
comprimento. O mesmo tecido
macio e sensível que compõe o
ânus, compôe a primeira porção
do canal anal, que é muito sensível
à estimulação. O resto do canal
anal é composto de membrana
mucosa, também sensível a toque,
e mais sensível à pressão. Como o
clitóris e o pênis, quando você esta
excitado, o sangue enche o tecido
do canal anal e se torna inchado.
Durante estimulação, quando os
músculos estiverem relaxados, o
canal anal tem a habilidade de se
expandir tornando a penetração
muito prazerosa.
O reto que não é reto.
Mais internamente, após o canal
anal, o reto ocupa
aproximadamente os próximos 12
centímmetros. O reto é composto
de dobras soltas de tecido liso e
macio, que é especialmente
susceptível a pressão e penetração.
O reto tem uma tremenda
habilidade para se expandir e pode
ser mais espaçoso que o canal anal.
O reto não é um tubo reto, mas
com curvas suaves. A parte mais
baixa do reto inclina-se
ligeiramente para o umbigo por
várias polegadas, então se encurva
de volta em direção a espinha,
então se curva novamente para o
umbigo. É crucial ter noção disso
antes que você ponha qualquer
objeto mais comprido que um
dedo dentro do seu ânus ou de
outra pessoa. Estas curvas fazem
parte da razão pela qual uma
penetração anal lenta e paciente é
tão importante.
Fim da viagem: O cólon.
Atrás do reto está o cólon. O cólon
não serve para nenhuma função
sexual específica, e a maioria das
pessoas nunca vai além do reto
durante penetração anal. Porém,
eu menciono isto por uma razão
importante: o cólon, ao contrário
do reto, é onde são armazenadas
fezes. Elas passam ao reto quando
você esta pronto para ter uma
evacuação intestinal. Uma vez você
foi ao banheiro, não deveria restar
nenhuma quantidade significativa
de fezes no seu reto.
Mitos e Fatos Sobre Sexo Anal
Mito: É sujo e imundo.
Fato: Se você é uma pessoa
saudável, e você tem uma
evacuação intestinal antes de
penetração anal, haverá só um
vestígio de restos fecais no ânus.
Sexo anal correto exige camisinha
para evitar possíveis
contaminações.
Mito: Mulheres não curtem isto.
Fato: Existe um número muito
grande de mulheres e homens que
obtém orgasmos com a excitação
da brincadeira anal.
Mito: É perigoso.
Fato: Se você fizer certo, não há
perigo de danos. Desde que seja
feito com calma, que se tome os
cuidados necessários (lubrificantes,
camisinha)
Mito: Aquele lugar é só de saída.
Fato: Rico em terminações
nervosas, o ânus é uma zona
erógena sensível para os homens e
para as mulheres.
Iniciando na prática.
Devagar
• De tempo para você relaxar e
experimentar.
• Comunique com seu parceiro - é
a chave para o prazer anal.
• Prátique tensionando e relaxando
seus músculos anais para soltá-lo.
• Trabalhe até o intercurso usando
um dedo bem lubrificado.
• Ponha o dedo horizontalmente no
seu ânus. Suavemente puxe-o para
fora, como se você estivesse tendo
uma evacuação intestinal, e enfie o
dedo dentro.
Lubrifique
• Use um preservativo de látex para
proteger contra infecções
sexualmente transmitidas.
• Lubrifique, lubrifique, lubrifique.
Os baseados em água mais grossos
são melhores.
• Quando você pensa que você
usou bastante lubrificação, use um
pouco mais.
• Tente ter um orgasmo antes de
você começar a bricadeira anal
para ajudar relaxar.
• Experimente com uma cinta e um
consolo para sexo anal com
parceiro homem ou mulher.
Fale
• Respire profundamente - ajuda a
ficar no controle e deixa a inserção
mais fácil.
• Converse com seu parceiro sobre
o ritmo e profundidade de
inserção.
• Conte para seu parceiro o que
você gosta, e o que não é
confortável.
• Se você sente mais que um
pequeno incômodo, espere e tenta
novamente depois.
• Uma pequena hemorragia é
normal. Se for mais de alguns
gotas, pare imediatamente.
Posição para Prazer
• O reto não é direto como a
vagina, assim tente uma variedade
de posições.
• Lado a lado: Melhor para
novatos. Dá ao receptor mais
controle sobre a penetração.
Também chamado colher.
• O missionário: Provê a intimidade
do face-a-face. O parceiro
receptor deitado de costas e o
parceiro penetrador aconchega-se
em cima.
• Entrada por trás: Permite
penetração mais funda. Expõe o
ânus por empurrar fácil. Também
chamado estilo cachorrinho.
Relaxe e Desfrute
• Descubra as sensações que você
mais gosta, e peça para seu
parceiro que as repita.
• Estimule seu clitóris durante
penetração anal.
• Desfrute das contrações dos
músculo pélvicos nas estocadas do
seu parceiro.
• Não troque de penetração anal
para vaginal. Pode causar infecção.
Mais dicas
• Você deve ir ao banheiro antes da
penetração.
• Lubrificantes mais grossos
funcionam melhor porque eles
provêem uma almofada para os
delicados tecidos anais.
• Use preservativos tradicionais, os
com sabores podem causar
irritações.
• Algumas pessoas gostam de fazer
uma lavagem antes do sexo anal,
embora muito pouco material fecal
seja armazenado de fato no reto.
Outros gostam de sexo anal
justamente pela idéia do "sujo."
• Construa uma realção de
confiança com seu parceiro de
forma que você possa falar sobre
isto e fazer isto uma experiência
sensual e prazeirosa.
Ultimas palavras
Um detalhe importante: a relação
anal é algo que você tem que
querer, jamais faça sómente para
agradar seu companheiro. Se você
nunca experimentou e tem vontade
mas tem medo, o primeiro passo é
conversar com seu companheiro,
expor seus temores e.explicar que
talvez não seja no mesmo dia que
acontecerá uma penetração
completa. Nessa relação tem quer
ter cuidados especiais.
O maior maior segredo do Sexo
Anal são as preliminares. Agora é
com você; se sente vontade de
fazer, faça mas com a pessoa
certa, de forma certa.
Está fora do escopo deste site
tratar dos aspectos psicológicos do
ato. A pessoa que recebe a
penetração anal pode sentir-se
vulnerável física e emocionamente
e o parceiro pode ter medo de
machucar sua parceira. É bom
frisar que a comunicação e régras
básicas podem ajudar a assegurar a
ambos uma experiência segura e
prazerosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixa seu comentario sua opnião critica e sugestão é bem vinda, e ajuda o blog a crescer.